sexta-feira, 22 de maio de 2009

Vãn Züllatt

Música

Criatividade pura e única. Diferente de tudo o que você já ouviu, o grupo instrumental Vãn Züllatt, formado em 2002 aqui em Satolep, produz músicas com uma sonoridade muito particular. Segundo os próprios membros da banda, a proposta é desenvolver músicas instrumentais experimentais, livres de rótulos ou gêneros. E isso é o que mais destaca e chama atenção no belo trabalho do grupo.
A mistura de sons e estilos é uma característica marcante do Vãn Züllatt. Cada música tem sua particularidade e explora diferentes instrumentos e sonoridades. Recentemente a música “Samba Jacaré”, do primeiro álbum da banda chamado “O Casulo - 2008” (foto), integrou a coletânea Arte Daqui volume III, projeto desenvolvido com o apoio da RadioCom 104.5 fm.
O grupo, que está produzindo um novo trabalho, ainda sem previsão de lançamento, é formado por Jonatã Müller (guitarra), Cleber Vaz (teclado), Marcelo Silva (bateria) e Gabriel Mattos (baixo). Em entrevista, eles contam um pouco da história do Vãn Züllatt.

Por que o nome Vãn Züllatt, qual o seu significado?
O nome surgiu quando o grupo decidiu que não deveria usar algo que já pudesse ter sido usado ou viesse a sê-lo.
Vãn Züllatt trata-se de um arranjo das letras dos nomes e sobre-nomes dos integrantes do grupo, sendo que a pronuncia (Vãn Zila) é conseqüência da descendência alemã do guitarrista Jonatã Müller.
Quanto ao significado, é uma forma de representar a origem do som do grupo que, assim como o nome, é uma fusão das contribuições de seus membros.

Quando surgiu a idéia de montar um grupo e tocar música instrumental?
A idéia surgiu em 1995 quando a banda pelotense Conflito Social, que tinha Marcelo Silva na bateria, convidou Cleber Vaz para tocar guitarra. Esse projeto não foi adiante, mas o embrião do Grupo Vãn Züllatt estava formado. Marcelo e Cleber decidiram que, quando fosse possível, montariam um grupo que até então não seria instrumental.
Como a situação financeira da dupla não esteve favorável nos anos 90, o grupo só veio a se formar em 2002 quando, além da melhora nas finanças, Jonatã Müller e Gabriel Mattos passaram a fazer parte do projeto que desde então passou a ser instrumental.

O grupo tem a mesma formação desde o seu início, ou houve mudanças de membros?
A formação é a mesma desde o primeiro ensaio como quarteto, já que nos anos 90 os raros ensaios foram em dupla.

Quais bandas ou músicos serviram de influência para a sonoridade do Vãn Züllatt?
Todos os trabalhos artísticos que os membros do grupo já escutaram são influências no trabalho, sendo que alguns o são no sentido do que fazer enquanto outros no sentido do que não fazer.
A lista é grande pois inclui várias formas de música brasileira e internacional. Do samba ao Rock tudo é influência.

Como se dá a escolha das músicas a serem gravadas por vocês?
Como o repertório do grupo é basicamente autoral, a única questão é quando e como gravar pois o grupo desenvolve formas diferentes de música e por isso geralmente a escolha se dá tendo em vista como as peças soam coletivamente, foi baseando-se nesse critério que algumas peças foram deixadas de fora do primeiro álbum "O Casulo".

Fale sobre os projetos para o futuro?
No momento o Grupo trabalha no repertório do próximo álbum que tem gravação prevista para o próximo verão, sendo que existem algumas peças reservadas para um álbum posterior ainda sem previsão para o início dos trabalhos.
A proposta do Grupo Vãn Züllatt é fazer música instrumental experimental, livre de rótulos e gêneros, mesmo que isso possa desagradar aqueles que por ventura esperem do grupo um trabalho de estilo definido, bem como álbuns de sonoridade semelhante.



Para quem ficou curioso a respeito do som do Vãn Züllatt, as músicas do álbum “O Casulo” estão disponíveis gratuitamente na internet, assim como um vídeo de uma apresentação da banda na 36ª feira do livro de Pelotas. Vale a pena baixar e conferir o virtuosismo singular destes grandes músicos.

O Casulo - 2008

01 - Produto Misto
02 - Sertão Digital
03 - Cores
04 - De Sol a Sol
05 - Utacaram
06 - Tarantula
07 - A Montanha
08 - Do Pé da Seringueira
09 - Jazzpion
10 - Tropicando
11 - Samba Jacaré

Um comentário:

[dii] disse...

Muito massa MESMO, Doug :)